Resenha | A Mais Pura Verdade























 Sinopse: Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido, Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier. Nem que seja a última coisa que ele faça. A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável. 

 "Isto é uma coisa que eu não entendo: por que as pessoas gostam de levar consigo uma coisa que as faz lembrar de que suas vidas estão indo embora?"

 O livro segue aquele esquema de capítulos divididos. Temos os capítulos do Mark, em que ficamos sabendo o que está acontecendo na aventura (que são em primeira pessoa) e os capítulos da Jessie, melhor amiga de Mark e nos quais ficamos sabendo como as pessoas estão lidando com a situação (que são em terceira pessoa)

 Além de ser um livro sobre uma criança doente em busca da realização de um sonho é um livro sobre amizade, companheirismo e auto conhecimento. A Mais Pura Verdade, apesar de não me cativar tanto, conseguiu me deixar conflituosa ao longo de toda a história. Porque mesmo querendo que o Mark realizasse o sonho e chegasse ao Monte Rainier a viagem em si é muito perigosa para uma criança pequena. Então eis a dúvida: vale a pena arriscar tudo para realizar um sonho e talvez ser a última coisa que você faça ou vale mais permanecer com quem você ama e ter a segurança de um tempo a mais? 























 Por o livro ser focado na aventura do Mark ele conta com poucos personagens que realmente tem destaque. São apenas: Mark, Jessie e Beau, seu companheiro de viagem. Mark é uma criança de 12 anos que desde os sete sofre de uma doença cruel. Ele apenas quer de vez em quando não ser o garoto doente e para isso sai em sua missão. A personalidade dele é forte. Ele está determinado e não sente pena de si mesmo diante das dificuldades. Mas confesso que em muitos momentos eu fiquei com uma raivinha dele, hahah 
 O Beau é seu cachorro que o acompanha na viagem e que o ajuda em muitos momentos. É por meio desse personagem que temos a noção de lealdade e companheirismo, é notável que um faria qualquer coisa pelo outro. 
 Já a Jessie é a melhor amiga de Mark que fica em casa enquanto ele parte na missão. Eles são quase irmãos, já que são amigos desde pequenos e é ela quem fica encarregada de guardar um segredo durante o livro. 




















 " A vida é um saco. Essa é a mais pura verdade. Mais uma coisa que não entendo: por que todo mundo sempre tenta fingir ser o que não é?"

 A leitura é bem rápida por o livro conter poucas páginas, 217 ao todo e cada início de capítulo ser uma página inteira. A edição é bem bonita e todos os detalhes combinam bastante com a história do livro. 

 Eu gostei bastante do livro porém não consegui me conectar muito à história como eu sei que seria possível. Pode ter sido o momento em que li, os livros que tinha recém lido, não sei. Porém ainda sim é um livro que vale a pena ser lido, levou quatro estrelinhas. 

 E você, já leu? Quer ler? Deixa um comentário com tua opinião que eu vou adorar saber :)

17 comentários:

  1. Ai parece ser bem legal o livro, me interessei, no momento estou lendo um e tenho alguns para ler, inclusive para a faculdade, mas esse vai entrar na minha lista.
    madrugadaestrelada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem legal mesmo Marjorie :)
      Sei como é ter leituras obrigatórias, hahah, espero que consiga ler assim que sobrar um tempinho.
      Beijo!

      Excluir
  2. Bê, comprei esse livro ano passado e desde então não tinha tido muita vontade de ler, mas pela sua resenha parece ser um livro bom pra passar o tempo, sabe? Acho que não seria uma leitura que mudaria minha vida, mas parece ser legal haha
    Um beijão,
    Gabs do likegabs.blogspot.com ❣

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é exatamente isso. Um livro bem gostoso de passar o tempo. É claro que tem a chance de você se conectar muito a história e curtir ainda mais do que eu curti...
      Sei que uma leitura ruim não tem como ser então já está no lucro, hahah
      Beijo!

      Excluir
  3. Nossa parece ser bem legal a história. Sofro muito com essas coisas, sempre que termino um livro ou serie não consigo me apegar ao próximo, porque será ein.

    http://deixacombinado.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, bem legal Nani :))
      Ai, também queria saber. Volta e meia isso acontece. Mas eu queria que não acontecesse...
      Beijo!

      Excluir
  4. Eu já vi esse livro algumas vezes e a diagramação dele super me chamou a atenção. Não sabia muito da história e confesso que estou bem interessada, apesar de tu ter dito que não conseguiu se conectar com a história.

    Beijos
    www.jadeamorim.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem lindona mesmo a diagramação :))
      Pois é, é que pode ser diferente com você, né?
      Beijo!

      Excluir
  5. O livro parece ser bem bonito, e parece fugir de clichês a lá A Culpa é das Estrelas. Me interessei, achei muito bonita a proposta <3

    ResponderExcluir
  6. Ai não gente, criança de 12 anos e doente, eu não tenho psicológico para ler, (tenho uma filha nessa idade), mas ao mesmo tempo, o Mark parece tão incrível que fiquei doida para conhecer sua história...
    Amo suas resenhas, sempre tão completas e impactantes <3

    ResponderExcluir
  7. Eu sou apaixonada por livros que contam aventuras, ainda mais vistas pelos olhos de uma criança. Fiquei encantada com a sinopse, e curiosa para saber se Mark vai conseguiu realizar seu sonho e qual é a doença dele. Essa contracapa (acho que é assim que se chama) parece com algo que eu faria numa das minhas loucuras <3

    Parece ser um livro encantador e inspirador *-*

    ResponderExcluir
  8. Achei bem legal a temática do livro, deve ser muito divertido. Apesar de ser um livro sobre uma criança doente, não tem uma cara de que é daqueles livros bem pesados que te faz chorar por dias e noites, enfim. Fiquei muito curiosa pra ler.

    beijos,
    deloucostodossomosumpouco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi flor! Eu tenho a impressão de que já conhecia esse livro... Mas de qualquer forma a história parece ser incrível! Adoro a ideia de acompanhar o ponto de vista de uma criança na narrativa. Parabéns pela resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Bem o estilo de livro que gosto!
    e que capa mais linda <3

    ResponderExcluir
  11. ooi, tudo bem?
    A capa e a contra-capa do livros são lindas! as fotos que você tirou ficaram otimas também.
    Nunca tinha ouvido falar do livro e gostei da sua sinceridade em dizer não se conectou muito com a historia. Mais um livro pra minha lista!

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  12. Eita outro livro wie não conheço mas gostei de ler a resenha e me interessei em conhecer.
    E sim acho que vale tudo para realizar um sonho independente de estar doente ou não.

    ResponderExcluir
  13. Fiquei com muita vontade de ler! A estética do livro me encantou e eu acho suas resenhas super completinhas. Parabéns ♥

    ResponderExcluir

Design e Programação por Beauté Store