Fiquei um ano sem comprar em fast-fashions | Como, Porque, Resultado

22.10.18


Eu fiquei um ano inteirinho sem comprar em lojas de fast-fashion, aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah

 Em um momento de impulso, eu propus para mim mesma ano passado o desafio de ficar exatamente um ano sem comprar qualquer peça de roupa em fast-fashions. E desde o dia 22 de outubro de 2017, quando publiquei o post anunciando tal desafio, as peças que comprei foram exclusivamente provenientes de brechós.  


 Mas, porque? A verdade é que eu funciono à base de desafios. Desde pequena eu sempre gostei de pequenas apostas e desafios: "eu duvido" e "eu aposto que você não consegue" eram expressões que me motivavam a fazer várias coisas, hahah Claro, eu sabia dizer não, então esses desafios só serviam como incentivo para fazer aquilo que eu já tinha vontade de fazer. 

 Então, pensei em me desafiar desse modo porque ano passado, na época do início do desafio, eu estava pesquisando e entendendo mais sobre consumo consciente e o impacto ambiental que a indústria da moda causa. Eu tinha muita vontade de diminuir o meu consumo em fast-fashions porém não estava chegando a algum lugar, afinal sempre dava para começar depois de comprar uma blusinha, e assim eu ia ignorando a vontade de rever meus hábitos. Logo percebi que precisava de alguma maneira de realmente me comprometer àquilo que acreditava.


 Como eu fiz isso? Apesar de no post eu ter deixado claro que estava liberado tanto compras em lojas de moda consciente quanto em brechós, nesse um ano eu comprei apenas em brechós. Assim sendo, durante esse ano eu conheci alguns brechós a mais, fiz minha primeira compra em um brechó do instagram e visitei aqueles que já conhecia. 

 Não vou negar, foi extremamente difícil em alguns momentos. Mas eu normalmente já não sou uma pessoa consumista, ou seja, o meu nível de consumo é baixo comparado com a maioria das pessoas. Se juntarmos isso ao fato de que iniciei o desafio bem na época em que entrei na faculdade de design  - você sabe quanto pode custar material de desenho? É assustador - posso dizer que me ajudou bastante o fato de eu não ter muito dinheiro sobrando.  

 E ainda assim quando eu sentia muita necessidade de comprar uma peça eu pensava que aquilo estava sendo adquirido com um custo altíssimo para o meio ambiente e ainda financiando condições de trabalho deploráveis. Lembrava sempre de uma fala do filme The True Cost, que já indiquei aqui, onde uma funcionária da indústria têxtil em Bangladesh diz ''Eu acredito que essas roupas são produzidas com nosso sangue".


Qual foi o resultado disso? Eu contei para alguns amigos sobre a ideia do desafio e algumas das reações foram "Mas depois de um ano tu vai comprar tudo o que não comprou nesse ano?'' e esse é justamente o ponto ao qual queria chegar com o desafio. NÃO, eu não vou voltar a comprar normalmente, não vou entrar na Renner amanhã como se nada tivesse acontecido e comprar alguma peça simplesmente pelo fato de que estou livre do meu compromisso. 

 O resultado do desafio foi que eu percebi que é possível reduzir o nosso consumo e fazê-lo de forma mais consciente. Entretanto, compreendi também que no momento, não é uma realidade para mim nunca mais comprar em fast-fashions, porém depois dessa experiência eu consigo entender quais peças são difíceis de encontrar em brechós de um jeito que sejam bonitas e duráveis. Portanto, se eu precisar comprar novamente em fast-fashion, entendo quais peças estão liberadas. Mas pretendo ter um limite, algo em torno de 5 peças por ano.

 O saldo foi que durante o ano comprei 13 peças em brechó e pensei em fazer um post mostrando todas, o que acha?

-

Ah, tu tem alguma dúvida sobre o assunto? Ou quer deixar sua opinião? Eu vou adorar conversar sobre isso nos comentários ❤

Você poderá gostar de

28 comentários

  1. Eu compro quase tudo em brechó, e também consumo bem pouco no geral... meu "pecado" são os cosméticos, roupas eu sou bem light!

    cobaiaamiga.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yeeey, vamos lá garota! Ah sim, cosméticos são complicados. Especialmente se você é daquelas que gosta de maquiagem bem pesada e completa, mas para quem usa algo mais básico tem algumas alternativas :))
      Beijo!

      Excluir
  2. Eu comecei a conhecer mais sobre moda consciente e o fast fashion há pouco tempo, estou pesquisando e estudando, pois acredito que quanto mais conhecermos do assunto, mais conseguiremos nos posicionar.
    Então, se tiver dicas de sites e/ou documentários e coisas do tipo, eu super aceito.
    Eu perdi o pré-conceito com brechó,depois de conhecer mais a fundo e dar um significado para ele - antes eu achava que era só lugar pra roupa de defunto,devo ser sincera com você RS
    Mas, hoje eu sei que não é isso.
    Adorei que conseguiu alcançar esse pensamento e sucesso no seu desafio. Fighting! Boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Eva, primeiro precisamos conhecer do assunto e só o fato de você já estar pesquisando significa bastante :))
      A principal dica que eu tenho é o documentário que indiquei no post ''The True Cost'', no meu caso foi o tapa na cara que eu precisava. E agora já pretendo assistir outro que chama ''Sweatshop - Deadly Fashion'' que já ouvi falar muito bem mas ainda não assisti. Esse último acho que é finlandês e é sobre blogueiras e um blogueiro que são convidados a conhecer e trabalhar nas condições dos trabalhadores dessas fábricas. Daí eles veem tudo aquilo que ta por trás da indústria. Parece ser muito bom e bem emocionante.
      Se gostar de youtubers gringas tem uma que é sensacional e faz vídeos incríveis e com muito conteúdo sobre o assunto que é a Kristen Leo, ela é da Grécia mas faz vídeos em inglês e aí em português tem ocanal da Marieli Mallmann que não fala com tanta frequência sobre isso mas tem vídeos bem interessantes, o canal Diga Xs u gosto demais, é só sobre brechós, e o canal Trashy Fame fala na maioria sobre brechós e são duas irmãs que montam looks incríveis com, roupas de brechó, sério, sempre me surpreendo :))
      Ufa, espero ter ajudado! E eu super te entendo, eu tenho uma amiga que já me disse isso, que brechó só tem roupa de defunto, hahah

      Obrigada pelo seu comentário e pelo fighting tenho uma pergunta, é fã de BTS? hahahah

      Excluir
  3. Adorei o seu post. Qual a definição de fast fashion. (Pessoa leiga haha). Quero ver com certeza as fotos das peças que você encontrou.

    Adoro comprar roupas baratas, queria muito encontrar um brechó baratinho aqui em Brasília.

    Tenho uma pergunta
    Quais foram suas dificuldades? Pq mesmo em roupas como a Renner não consigo encontrar roupas, principalmente calças que entrem no meu quadril.

    Atenciosamente,
    Hemylly Ludymyla
    Www.misspsy.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ludy, fico super feliz que tenha gostado. A definição de fast fashion é meio estranha mesmo, hoje em dia eu já consigo entender mas acho a definição meio vaga, no titio Google diz que "Fast fashion (moda rápida) significa um padrão de produção e consumo no qual os produtos são fabricados, consumidos e descartados – literalmente – rápido." Para ajudar, alguns exemplos de fast fashion são: Renner, C&A, Riachuelo, Marisa, Forever XXI, Zara, Havan. Basicamente todas essas lojas de roupas mais famosonas, hahah Mas eu pretendo fazer um post comparando "Slow Fashion vs Fast Fashion", acho que vai ser interessante.

      No começo minha dificuldade eram calças, compro em brechós faz bastante tempo e nunca achei uma calça que gostasse e me servisse bem, sempre ficavam estranhas. Mas aí em questão de dois meses achei duas. As duas eram da Renner e eu tive que levar na costureira mas ainda vale a pena pois paguei 2 reais em cada uma no brechó e mais o preço da costureira elas não passam de 20. Então assim, acho que agora eu não tenho mais dificuldades. Nunca consegui comprar um sapato em brechó, mas falando de roupa compro de tudo :)
      Obrigada pelo comentário Ludy, beijo!

      Excluir
  4. Adorei esse desafio e a sua conscientização.
    Eu fiz isso a respeito dos livros.
    Comprava, comprava, apenas para ter na estante.
    Mas o mais libertador é não comprar sem necessidade.
    Para q tanta roupa, tantos livros, tantos sapatos se não utilizarmos com frequência?
    É dinheiro poupado.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado Naty :) Eu ainda compro livros mas parei de comprar em livrarias e agora só compro em sebos. Acho que a última compra que fiz em uma livraria foi em 2013, hahahah
      Concordo demais. Às vezes a gente acredita que tem uma necessidade mas na verdade é só a sociedade falando que a gente precisa...

      Obrigada pelo comentário, beijo!

      Excluir
  5. Oii! :)
    Adorei a ideia do desafio! Faz tempo que tenho vontade de visitar algum brechó, só fiz isso duas vezes na vida e nunca para comprar nada para mim... mas também não sou o tipo de pessoa que compra roupas o tempo todo, nesse ano mesmo eu não comprei nenhuma peça. O que tenho de novo, foi porque eu ganhei haha...

    Adoraria ver o post com as peças que você comprou! É uma ótima ideia!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michelly, fico feliz que tenha gostado do desafio :)
      Espero que consiga visitar um brechózinho legal, é tão bom. Roupinha linda e barata <3
      Eu também sou assim, acho pelo menos, eu não me considero consumista, compro bem poucas coisas mas me deixo mais livre quando é de brechó, hahah
      Ebaaa, vou fazer um post mostrando então, beijooo!

      Excluir
  6. Querida a senhora é durona meeeesmo, me ensina a manter meus desafios no foco assim?!
    Confesso que ler essas postagens é um tapa na minha cara, eu sou extremamente preguiçosa de pesquisar e experimentar, acabo sempre comprando roupas nessas fast-fashions por pura preguiça de pesquisar outras marcas mais conscientes.

    Fico orgulhosa de ler o que leu por você, ler isso me traz força para falar: é só tentar que tu consegue.

    Obrigada pelo tapa na cara.

    Abraços de luz
    www.blogdella.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou mesmo, hahahahah
      Menina, preguiça é a minha definição. Eu sou um combo de preguiçosa e esquecida então assim, complicado, hahah Por isso que quando quero realmente fazer algo preciso de uma motivação a mais. Um desafio como esse foi tudo o que eu precisava, talvez você possa tentar. Não precisa ser tão extremo assim mas, por exemplo "durante uma semana eu vou ler todo dia um artigo sobre fast fashion", "durante três meses não vou comprar em fast fashion", coisas que estejam ao seu alcance.

      Isso, esse é o pensamento. É só tentar que tu consegue também :)
      Beijo!

      Excluir
  7. Aqui na Finlândia os brechós são beeeem em conta comparados com fast-fashion - mesmo que encontre coisas por 10 euros nas lojas grandes, você encontra também por 1-2 euros nos brechós, que existem até no facebook.

    Não só diminui o consumo de fast fashion como comecei a vender minhas roupas e coisitchas não usadas.
    Faz um bem pra mente né?!


    Adoro seu cantinho e sempre que volto para meu blog, venho visitá-la!

    www.meliuz.com.br/desafio/2018/p/Abelanofera - Ao clicar nesse link, você vota na minha apresentação do Desafio Méliuz 2 e concorre á um Iphone X!
    A Bela, não a Fera | A Bela, não a Fera no Youtube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, como eu quero visitar esses brechós com coisinhas por 1 e 2 euros!
      Simm, faz muito bem. É muito bom sentir que está fazendo a diferença :)

      Aaah, obrigada. Fico feliz de ler isso. Obrigada pelo comentário, beijo!

      Excluir
  8. Esses desafios são maravilhosos para a gente, né?
    Na minha cidade não existe fast fashions e nem brechós (infelizmente), então procuro comprar roupas sempre prezando pela qualidade e durabilidade.
    Isso tem funcionado bastante comigo e o consumo consciente sempre fala mais alto na hora de fazer uma compra.
    Acredita que estou há um ano sem comprar sapatos e roupas? E pretendo continuar assim, por um bom tempo =)

    blogdeaventuras.com ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, são mesmo!
      Sério? Você mora em cidade bem pequena então, né?
      E comprar pela durabilidade e qualidade também é comprar consciente já que as roupas duram mais e não são tão "descartáveis".
      Nossaaaa, eu me proibi de comprar em fast fashions mas acho que não iria conseguir ficar sem comprar nadinha, nem em brechós, hahah
      Beijo!

      Excluir
  9. Compensa bastante juntarmos dinheiro para comprarmos menos peças, mas com maior qualidade. Além de ser melhor para nós que temos peças com mais qualidade, com maior durabilidade, também contribuímos para que seja dignificado os bons trabalhos de têxtil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmm, compensa muito. No final essa vão ser aquelas peças coringas que vamos ter por bastante tempo :)
      Beijo!

      Excluir
  10. Na vida eu sou aquela pessoa que não sabe nem o que é fast-fashion hahaha
    Mas enfim, é muito bacana esse desafio que você se propôs e parabéns por ter conseguido!
    Tô precisando me propor um desafio desses para parar de consumir leite e ovos de vez.
    Eu nunca fui muito apegada a moda e depois de descobrir um pouco sobre a verdade que envolve essa indústria fiquei até feliz pelo fato de que a maioria das minhas roupas serem de brechós. Eu estranhamente acho roupas usadas mais confortáveis, principalmente calça jeans hahaha

    Ah, vou gostar de ver quais foram essas 13 peças que você comprou :)

    ps: Acho lindinhas essas suas fotos estilo tumblr girl ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É meio complicado de explicar, mas eu pretendo fazer um post falando mais sobre isso. Mas para ajudar agora, segundo o tio Google fast fashion é "Fast fashion (moda rápida) significa um padrão de produção e consumo no qual os produtos são fabricados, consumidos e descartados – literalmente – rápido." E são as marcas mais conhecidas e populares hoje em dia, tipo a Renner, Marisa, Riachuelo, Forever XXI, Zara, C&A...

      Aaah, que legal. Seria bem interessante e também ajuda muito o meio ambiente :)

      Sério? Nossa que legal. Eu já conversei com várias pessoas que tem preconceito com brechós e é tão bom encontrar pessoas que pensam diferente <3

      Belezaa, vou fazer o post sim, só preciso me organizar, hahah
      E muito obrigada, fico muito feliz de ler isso :DDD
      Beijo!

      Excluir
  11. Que linda! Te admiro demais por ter conseguido ir a diante com esse projeto. Há uns meses fiz um post onde eu me propus a parar ou diminuir as comprar que fazia e fast fashion, e fico feliz por eu ter comprado... o que? Uma blusa nesses últimos meses? Hehe. A verdade é que se tem uma coisa de que gosto mais que livros, é uma boa pechincha <3 roupas são a últimas preocupação que tenho no momento, então não é nenhum sacrifício.
    As peças são que você colocou nas fotos do post são lindas *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah, obrigada Luana <3
      E fico feliz também por essa sua vontade de diminuir o consumo em fast fashion. É muito legal e animador ver mais e mais pessoas tendo essa consciência :))
      Nossa, muito eu. amo uma boa pechincha, hahah Pode ser de livro, de roupas, de qualquer coisa, adoro.
      Obrigada pelo comentário, beijo!

      Excluir
  12. Gostamos muito de acompanhar posts e videos falando de brechó mesmo ainda não ter comprado nada ainda neles, recentemente abriu dois perto da onde eu moro e nós já fomos conferir as peças algumas vezes. Não somos muito consumistas principalmente roupas só compramos quando estamos precisando de alguma peça, mas sapatos confessamos que recentemente compramos bastante. Para diminuir o consumo de fast fashion dá para também consumir consciente de pequenas lojas e atelies o chamado slow fashion, mesmo as vezes sendo um pouco mais caro, você sabe que aquele produto é feito de forma artesanal e sem mão de obra escrava e com qualidade.


    Beijos


    http://onlyinspirations.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Eu adorei o desafio, preciso propor um desse para mim. Comecei a estagiar num escritório e a partir do ano que vem querem me firmar na empresa, o grande problema é que eu PRECISO (praticamente obrigada) a me vestir formalmente. Tive que comprar roupas em várias dessas lojas de fast fashion porque por enquanto são minhas opções mais baratas. Mas ainda sim eu tenho me incomodado bastante pela quantidade que ainda preciso comprar, como saias, blusas e blazer (só tenho um emprestado! hahaha) Preciso achar uns bazares com roupas assim para comprar, porque além de serem muito mais baratas, são sustentáveis.

    ResponderExcluir
  14. Sei como funciona o fast fashion por que sou formada em moda, sei principalmente que o fast fashion aumenta o consumo, já que sempre há novas coleções e novas peças de roupas para serem compradas, e isso é bem triste, por que acaba sendo um ciclo vicioso. Esse vídeo no youtube explica bem isso:
    https://www.youtube.com/watch?v=7qFiGMSnNjw
    Eu não sou uma pessoa consumista, compro roupas apenas quando necessário. Não sou o tipo de pessoa que sai comprando brusinhas compulsivamente, então, por eu comprar pouco, como consequência, acabo comprando pouco em fast fashions também. Não sou adepta à brechós por inúmeros motivos, mas, se vc puder fazer um post com dicas de lojas conscientes e de slow fashion, seria bem legal. Ahh, e também quero ver que peças vc comprou em brechós.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  15. Não tô sabendo lidar!! Eu lembro do seu post ano passado e só de pensar em fazer o desafio já tinha achado incrível.. e você realmente FEZ!! Parabéns!! Eu sou consumista e tenho procurado não só diminuir a quantidade de roupa que compro, mas também ler mais, e realmente o mercado por trás do consumo é muito triste. Parabéns pela sua iniciativa e por publicar aqui e trazer este tema pra debate! Acho que vai ser interessante ver as peças que você comrpou no brechó, sim. Beijo =)

    ResponderExcluir
  16. Que legal, queria ter essa força de vontade hahaha
    Ou pelo o menos funcionar a base de desafio :(
    Parabéns!

    Beijo ♥
    Coruja Doce Blog

    ResponderExcluir
  17. Nossa, meu desafio dos sonhos! hahahaha!
    O problema é achar peças estilosas em brechós pra pessoas mais cheinhas!
    :/

    Adorei teu blog! Gostaria que visitasse o meu se puder! E seguisse, caso vc curta! Grande Abraço!

    ResponderExcluir